• Qualidade assegurada,
    tradição renovada.

  • Vá com a sua família para o campo, e desfrute da natureza.

  • A arte de bem receber.

TURIHAB - Associação do Turismo de Habitação

TURIHAB

A TURIHAB – Associação do Turismo de Habitação é uma Associação sem fins lucrativos, de âmbito nacional, fundada em 1983.
A TURIHAB criou a marca Solares de Portugal dez anos depois da sua criação, quando organizou o I Encontro Nacional do Turismo de Habitação. Pernoitar num dos Solares de Portugal é usufruir da calorosa hospitalidade e boas-vindas, que são uma arte das famílias portuguesas. É também conviver com um património rico em história e cultura e com uma secular tradição que os donos das casas partilham com os seus hóspedes, de modo cortês e simples.

A rede dos Solares de Portugal estende-se por todo o território nacional, tem como suporte de comercialização a CENTER e integra a rede do Mercosul Fazendas do Brasil e as redes europeias da Europa das Tradições – Europe Traditionae Consortium, todas com sede em Ponte de Lima.
Para dar resposta a novas tendências de oferta e de procura, em 2009 a TURIHAB criou a marca Casas no Campo, para constituir uma rede de Turismo no Espaço Rural com casas devidamente classificadas em Casas de Campo ou Agroturismo. As Casas no Campo são sinónimo de tranquilidade, harmonia e beleza para viver a natureza longe da agitação do quotidiano das grandes cidades, verdadeiros refúgios de Turismo Rural e Ecoturismo.

A TURIHAB é a salvaguarda da autenticidade da oferta do TH - Turismo de Habitação e do TER - Turismo no Espaço Rural, certificada com a ISO 9001, é garante de qualidade e genuinidade.

TURIHAB – Associação do Turismo de Habitação – resenha:
  • Tem sede em Ponte de Lima
  • Criou a marca Solares de Portugal
  • Criou a marca Casas no Campo
  • Constituiu três Consórcios Internacionais – Europa das Tradições; Fazendas do Brasil e Europa das Tradições – EUROTRAD
  • Organizou dez Seminários Internacionais com os Parceiros dos Consórcios
  • Organizou quatro Encontros Nacionais de Turismo de Habitação
  • Fundadora da ADRIL - Associação de Desenvolvimento Integrado do Lima
  • Membro Fundador da ADETURN
  • Constituiu a CENTER – Central Nacional do Turismo no Espaço Rural conjuntamente com a ATA – Associação do Turismo de Aldeia
  • Membro do Conselho Nacional do Turismo
  • Membro da Confederação Portuguesa do Turismo
  • Membro da Comissão Portuguesa de Normalização para o Turismo – CT 144
  • Membro da Comissão de Acompanhamento para o Turismo do Norte de Portugal
  • Recebeu o Prémio do Ano Europeu do Turismo em 1990
  • Ganhou o prémio Personalidade “Portugal Turismo actualidade” em 1993
  • Recebeu o Grande Prémio Europeu Turismo e Ambiente - Menção Honrosa “Ponte de Lima – Prémio Especial do Júri para recuperação da Herança Arquitectónica” em 1995
  • Recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Turístico 1995
  • Recebeu o Prémio, da Associação dos Jornalistas Portugueses de Turismo, “ Personalidade turística” do ano de 1999
  • Recebeu o Prémio da Federação de Jornalistas Europeus, pelo Projecto da Rede Europeia “Europa das Tradições” em 2002
  • Foi certificada com a ISO 9001/2000, desenvolveu a ERS 3001 – Especificação de Requisitos de Serviço no Turismo de Habitação e Turismo no Espaço Rural para a certificação da rede Solares de Portugal em 2006
  • A marca Solares de Portugal recebeu a Certificação “Marca Portugal”, pelo AICEP em 2006
  • Recebeu o Prémio atribuído pela APCER pelo Pioneirismo da TURIHAB na certificação do Turismo em Portugal, em 2009
  • Menção Honrosa atribuída pelo Turismo de Portugal no âmbito dos Prémios do Turismo 2010, na categoria Qualidade do Serviço
  • Participou no desenvolvimento e concepção da norma de qualidade para o Turismo de Habitação e TER – NP4494:2010, promovendo a sua implementação através da certificação das redes Solares de Portugal e Casas no Campo
  • Desenvolveu o projecto de “Criação de itinerários equestres”, promovido pelo Turismo de Portugal e numa acção partilhada com o Turismo do Porto e Norte, com a definição e criação de uma metodologia e requisitos aplicáveis ao Turismo equestre em 2011